Mensagens

A mostrar mensagens de Março, 2016

Visita Pascal na Gafanha da Nazaré

Imagem
Vídeo de Humberto Rocha
Ausente da Gafanha da Nazaré na semana da Páscoa, não pude receber, como é da tradição, a Visita Pascal. Confesso que senti a falta do grupo que anuncia a alegria de Cristo Ressuscitado, razão de ser da nossa fé. A vida, no entanto, gera estas situações. Contudo, não deixei de pensar na tradição que se inculcou no meu espírito desde que passei a registar os acontecimentos e vivências na minha memória, já lá vão uns 70 anos. Nos meus tempos de menino e durante décadas a Visita Pascal era presidida pelo próprio prior, acompanhado de alguns adultos. Um levava a Cruz enfeitada com Jesus crucificado, outro a caldeirinha de água benta e um terceiro um cesto de razoáveis dimensões para recolher os ovos do folar destinado ao pároco. Quando o cesto ficava cheio, os ovos eram deixados em casa de um freguês, que se encarregava de no dia seguinte os entregar na residência paroquial. Algumas famílias ofereciam uns bolinhos com um cálice de Vinho do Porto e na hora do almoço…

Dia do Pai

Imagem
Uma evocação saudosa do meu pai


Não falta quem desdenhe da celebração do Dia do Pai, por razões que nem sempre compreendo. Lá vem, com desculpa primeira, a de que o Dia do Pai é quando o filho quiser, supostamente todos os dias. Mas a razão não encaixa bem, já que no dia a dia das nossas vidas, por tantas preocupações, nem sempre temos a oportunidade de olhar para os pais. Quando ele morre, a coisa muda de figura. Magicamente, ou talvez não, o Pai (e a Mãe, naturalmente) passam a ocupar um lugar cativo na nossa memória consciente. Todos os dias, por isso mesmo, a figura serena do meu Pai, uma vida inteira embarcado, e o olhar terno da minha mãe são presenças constantes na minha existência. Não exagero.  Mas hoje é o Dia do Pai, do meu pai que se chamava Armando Lourenço Martins, mais conhecido por Armando Grilo. Homem simples, com um sorriso aberto constantemente para os filhos, cigarro “Porto” na ponta dos dedos, amarelecidos pela nicotina, ao que suponho, paciente, generoso e com u…